Traindo em plena lua de mel – Parte 2

Como disse no conto anterior, quando meu marido entrou no quarto fazendo mil juras de amor e que está adorando nossa lua de mel, me pedindo desculpas por ter dormido tanto e disse que sairiamos hoje para nos divertir, o restante do dia foi bem tranquilo, fomos para o restaurante e almoçamos, depois fomos para a piscina pegar sol, fui com meu biquine azul claro, tenho vários biquines diferentes pois amo praia e sol,e este também era pequeno para que pudesse sempre

faer a marquinha que eu amo, meu marido entao me chamou pra entrarmos na piscina, como o resort é grande estavamos numa parte bem calma, onde não ia quase ninguém até a piscina e meu marido ficou bem assanhado pra fazer algo ali mesmo, entao ele arrancou a parte de baixo do meu biquine, fiquei vermelha e com medo de alguem aparecer por ali, principalmente pelo fato de meu marido ter jogado a parte de baixo do meu biquine lá perto das nossas coisas entao eu não poderia me vestir, caso chegasse alguém, mas entrei no clima e começamos a nos beijar eu estava morrendo de tesão, pois esse sentimento de exposição publica sempre me deixou muito molhada, e meu marido sabia disso, entao tirou também a parte de cima do meu biquine e jogou longe, me deixando completamente nua na piscina do resort onde qualquer um poderia chegar, trocamos beijos e meu marido colocou seu pal pra fora e começou a meter na minha bucetinha que a essa hora já estava totalmente aberta pra ele de tanto tesão que eu estava sentindo, ele ficou me comendo por uns 20 minutos quando ouvimos umas crianças brincando ali por perto, ele rapidamente colocou sua sunga, mas como eu estava nua ficou bem complicado pq quando reparamos tinham varios pais com seus filhos chegando ali perto, fiquei espantada e com medo de alguém me ver, vi que alguns dos pais (homens) repararam no meu estado completamente sem roupas e começaram a conversar entre si, meu marido sacana reparou e demorou mais do que precisava pra trazer meu biquine, ele ama me expor e me deixou nua ali por quase 15 minutos no meio de crianças que chegavam do meu lado brincando e tudo mais, mas logo me entregou meu biquine, a essa hora eu já tava tremendo de tesão e chamei ele pra irmos transar em algum lugar, rafael então me chamou pra irmos pro banheiro masculino da piscina que lá ele iria me comer, fomos, entramos escondido e ele arrancou totalmente meu biquine e me fudeu muito, como nunca tinha me fodido, ouviamos alguns homens entrando no banheiro e conversando, entao eu nao podia gemer e meu marido se deliciava com isso, passaram alguns miniutos e ele gozou se recompoz, me arrumei e saimos dali… lembramos que Pedro nos convidou para ir até este bar molhado à noite e como ja eram quase 18 horas resolvemos ir descansar antes de ir para o tal… E fomos e como o nome já diz, é dentro de uma piscina onde nós ficamos dentro da piscina enquanto o atendente nos serve porções e comida e bebida, já eram quase 21 horas quando nos encontramos com pedro, meu marido se sentou num lado do balcão e eu me sentei como se fosse na ponta de uma mesa, onde do outro lado quem sentou foi Pedro, fui com um biquine vermelho que tenho, que é se nao o menor, um dos menores que possuo, pedro me secava o tempo todo e por baixo da água como meu marido nao podia ver pois o balcao tampava sua visão, pedro colocava minha mao sobre seu pal, pois os nossos bancos eram mais proximos que o meu e o de meu marido, entao podia fazer isso sem que meu marido conseguisse ver, eu estava louca de tesão e pensava que ia pirar com aquilo, fazendo tal coisa do lado do meu marido, pedro sempre fazia comentários sobre mim me deixando completamente envergonhada, fomos bebendo durante a noite e rolou muita mao boba tanto da minha parte quando da parte de pedro, que chegou a desamarrar a parte inferior do meu biquine pra me deixar ainda mais exposta, ele me beliscou para que nao amarrasse e eu entendi mt bem o que ele queria e continuei do jeito que ele me mandava, meu marido ia ficando cada vez mais bebado e pude perceber que pedro nao bebia mais, fingia engolir as tequilas só para deixar meu marido ainda mais bebado, e a certo ponto da noite meu marido disse que não aguentava mais e que iria pro quarto dormir, me chamou, entao novamente senti um beliscão e pedro puxou todo meu biquine, me deixando sem a parte de baixo dele, então falei com meu marido que gostaria de ficar mais, pois estava sem sono, ele entendeu e virou-se para o pedro e falou “cuide bem da minha princesa pedro” e o pedro com o olhar mais arrogante do mundo disse que cuidaria de mim como se fosse a princesa dele… até tremi quando o vi me olhando, então meu marido subiu e eu fiquei ali entregue como uma ovelha entregue aos lobos… ao lobo rs… pedro então disse que queria me humilhar bastante hoje e que tinha planejado uma festinha no seu quarto mas que ele queria me fazer subir nua até o quarto dele… como ainda era cedo pra fazer isso, ele me mandou tirar a parte de cima do biquine e fica conversando com o atendente do bar como se desse mole pra ele até que ele voltasse, então foi o que eu fiz, eu ali toda nua, no bar molhado do resort, conversando com o rapaz do bar que me comia com os olhos pois ele podia me ver 100% pelada, ele dizia que eu era muito bonita e que meu corpo era um espetáculo, ele é um rapaz feio e magrinho, mas era muito gente boa, me elogiando e conversando, me mostrou uma foto da sua esposa, que era bem gorda e feia, senti pena do rapaz pois ele me falou que nunca havia nem sonhado em pegar uma mulher como eu, eu disse que não era grande coisa, que nem sou tão bonita, mas ele continuou retrucando e disse que nem pagando ele conseguiria algo tão bom quanto eu… e foi quando eu tive a ideia de chupar o rapaz… não sei por que mas acho que depois de tudo o que ele disse eu estava com muita pena dele, já eram quase 2 da manhã e só estavamos eu e ele no bar, pedro ainda demorava pra voltar então eu sai da piscina nua como eu estava e entrei no bar e de joelhos fiquei ali chupando ele , por uns 10 minutos quando ouvi a voz de pedro perguntando ao rapaz onde eu estava, cutuquei ele e falei para ficar calado mas pelo jeito eles se conheciam e o rapaz mostrou que eu estava chupando o pal dele, pedro riu e disse que eu realmente era uma puta e que o meu marido era um pobre coitado de um corno… Quando terminei de chupar o rapaz até que ele gozasse em meu rosto, Pedro me mandou levantar e vestir uma saída de praia que estava do lado de fora da piscina, ela era branca e quase transparente e daria pra todos verem meu corpo quando estivesse dentro do hotel… e assim fomos andando até o saguão para entrar no elevador, muitos que estavam acordados repararam que eu estava completamente nua devido a transparencia da minha saída de praia, eu morria de vergonha e pedro andava a uns 5 metros atrás de mim para que ninguém visse que estavamos juntos, chegamos ao elevador e subimos, quando entramos dentro de seu quarto pude ver mais 2 rapazes… Rogério e Fabio, Pedro os apresentou e disse que eram todos da empresa, subordinados ao meu marido, e que adorariam me humilhar também… pensei comigo mesma como podia estar sendo tao puta em tao pouco tempo, mas nem pensei muito e eles arrancaram minha roupa e começaram a passar as mãos em mim, nao reagi, apenas deixei que eles levassem, eles se revesavam entre chupar meus peitos foi quando pedro mandou que ligassem uma camera, os três sentaram na cama e falaram que eu nao teria prazer, que comeriam hoje apenas o meu cu e me fariam pagar boquete e bater punheta pra eles, que me gozariam toda, e que eu devia fazer o que eles quisessem, se nao o video iria para a internet, então aceitei, e enquanto chupava o fabio, batia uma punheta para o rogério, e pedro comia meu cu, ficamos assim um tempo e eles iam trocando, quando fabio falou com pedro que ia comer minha buceta, pedro nao queria deixar mas abriu mão e começaram a fazer uma dp comigo, um comia minha buceta e outro meu cu, enquanto eu pagava um boquete pra outro, e eles se revesavam o tempo todo, entre cuspidas na cara e varios tapas, sentia meu corpo doer já de tanto que eles maltratavam de mim, já iam dar 8 horas da manhã e eles continuavam a me comer como se fosse uma cadela, falei com eles que meu marido logo acordaria e iria reparar que não voltei, pedro então disse que eu devia ligar mais tarde e falar que estava na sauna feminina e que demoraria até o almoço para poder voltar, eu o fiz e entao todos continuaram a me comer, eles metiam com força e batiam em mim, puxavam meu cabelo e me chingavam de piranha, e batiam mais no meu rosto, me curraram de todas as formas e posições possíveis naquela noite e manhã de domingo… Ao fim disso tudo, eles gozaram, mas foi em um copo, disseram que eu saberia a hora que ia beber aquilo tudo, gozaram mais da metade de um copo desses de requeijão, e eu não estava animada para beber aquilo tão cedo… me devolveram meu biquine e voltei para o meu quarto, meu marido havia saído, tomei banho e fiquei deitada nua na cama, quando o telefone toca, meu marido disse que me aguardava para almoçar no restaurante, coloquei uma calcinha bem pequena preta e um sutiã tomara que caia da mesma cor, com um vestidinho vermelho de algodão bem levinho que marcava minha bundinha exposta no tecido fino do vestido que quando eu andava entrava no meio da minha bundinha diversas vezes, chegando ao restaurante, para o meu desgosto pedro estava sentado com meu marido, e pra piorar fabio e rogério também, meu marido os apresentou e disse que era uma pequena reunião da empresa que eles descutiriam algumas coisas mas que eu poderia ficar ali tranquilamente, fiquei totalmente sem graça, pois meu marido nem desconfiava que os três me foderam a noite toda e me espancaram com seus pênis na minha cara, me bateram e me humilharam a noite toda, enquanto ele dormia e agora estavamos ali conversando como se nada houvesse acontecido, como as mesas tem grandes toalhas que vão até o chao quase, nao dá pra ver o que acontece em baixo das mesas, fizemos os pedidos e pedro me receitou uma vitamina de graviola e eu entendi que ele queria que eu pedisse isso, só não entendi o por que, quando os pratos chegaram, rogério chamou meu marido para ir buscar uma pimenta e ele foi, então o meu amante safado pedro, e o fabio puderam atacar, me mandaram tomar metade do copo da vitamina de graviola o mais rápido possível, bebi quase engasgando e quando terminei entendi, eles trouxeram o copo e porra e jogaram mais da metade dele dentro do meu copo de graviola, e o restante derramaram em cima da minha comida no prato e mandaram que eu misturasse, pra que pedro não pudesse ver, quando eles voltaram continuamos nosso almoço normal, os rapazes riam bastante e me perguntavam como estava o almoço, se a vitamina estava boa, e eu apenas respondia que tudo estava uma DELICIA, e eles riam, meu marido nao sabia o que acontecia mas eu sabia completamente o que era, aquele gostinho de porra na boca junto com o gosto da comida, quando terminamos o almoço continuamos a conversar, e meu marido foi ao banheiro, como as mesas são grandes ficamos meio distantes uns dos outros, então pedro me mandou descer e ficar embaixo da toalha chupando o pal dele e batendo punheta para os rapazes , pedi que nao, quase implorei, pois meu marido estava ali, mas ele me mandou, falou que se eu nao quisesse parar na internet, deveria fazer o que eles mandavam, então eu desci e ele me mandou ficar nua, tirar meu vestido e ficar ajoelhada em cima dele, e que desse minha calcinha e meu sutiã para eles, então eu fiz, fiquei ali completamente nua no meio do restaurante, chupando o pal de um deles e batendo punheta para os outros, quando meu marido voltou, e eles continuavam a conversar, ouvia eles comentando que eu subi, falaram pro meu marido que eu reclamei de dor de cabeça, ele concordou e disse que depois falava comigo, eles começaram a falar da empresa senti que o pedro falava com rafael (meu marido) que ele estava sendo muito incompetente e que precisava mostrar mais resultados para a empresa e que seus subordinados estavam ali pra entender o que estava acontecendo, mas logo depois mudaram de assunto e começaram a conversar sobre outras coisas, foi quando pedro começou a gozar na minha boca, tive que engolir tudo para que não deixasse pingar no meu vestido, então ele me deu um tapa na cara e eu troquei começei a chupar outro enquanto eles conversavam, sei que ficamos cerca de 3 horas nisso, eu embaixo da mesa chupando eles enquanto conversavam sobre mulheres, sobre carros e futebol,todos os três gozaram na minha boca umas duas vezes pelo menos, foi então que o garçom falou que o restaurante estava para fechar e que eles deveriam sair, fiquei desesperada pois estava nua debaixo da mesa e o restaurante ia fechar para limpar, todos eles se foram e eu estava tentando colocar meu vestido, quando consegui saí devagar para que ninguém me visse, e encontrei com meu marido sozinho na piscina, começamos a conversar e ele disse que queria agradar o pedro, mas que não sabia como, voltamos pro quarto e ele estava arrasado, falou que eu podia sair pra passear se quisesse, e que ele queria ficar dormindo… sai do quarto com a intenção de ir até o quarto de pedro para conversar…mas algo desviou meu caminho e eu conto pra vocês no próximo conto…
Continua, espero que estejam gostando.. comentem !

atendendo a pedidos junto com o conto vai duas fotos minhas..
espero que gostem.

Sexo por Telefone

Uma resposta para “Traindo em plena lua de mel – Parte 2”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *