Os policiais enrabaram minha mulher safadinha

Tudo o que vou contar aqui realmente aconteceu. Eu e Márcia gostamos muito de transar como já contei anteriormente. Estávamos em casa, eu no sofá e ela com uma camisolinha transparente mostrando seus peitinhos lua, com o biquinho duro e rosadinho, aquela rabão empinado e malhado de academia com a calcinha toda enfiada no rego. Márcia andava colocando a mesa e quando se esticava para ajeitar as coisas a camisola subia e a calcinha entrava cada vez mas. Não aguente e acabei agarrando ela por traz. E dei uma cravada gostosa no seu bucetão. e começamos a transar encima da mesa. Como gostamos de transar em lugares diferentes, ela teve a ideia de irmos transar na beira da praia. Moramos no Rio e fomos para um praia afastada depois do Recreio. Estacionei o carro e saímos. Sentei no capu e Márcia começou a me chupar com aquela boca carnuda e num boquete molhado onde passava a linguá na cabeça da piroca e depois engolia ela toda passando a linguá no saco como uma boa puta sabe fazer. Quando vi que Márcia já estava bem molhadinha coloquei ela no capu e comecei a chupar sua xana. Ela gritava de tesão se tremendo toda e trancando suas pernas no meu rosto. Só que nesta posição ela estava de olhos fechados e eu com a cara todo enfiada na quele bucetão maravilhoso e não notamos que se aproximava uma viatura da policia. Quando fomos abardados pelos policiais com a lanterna em nossos rostos.

Márcia se assustou e quis pegar sua roupa que estava ao seu lado e o policial na mesma hora falou: Não senhora fica como esta que vamos revistar vocês. Pensei eu, revistar o que se já estamos pelados? Foi quando notei que eles estavam de pau duro. Um deles falou para eu me afastar que iriam revistar ela primeiro. Foi quando um deles pediu para Márcia encostar no carro de costas e abrir as pernas. Ele começou a passar a mão em suas costas alisando lentamente e foi descendo até suas coxas alisando e apertando e dava para ver sua vara cada vez mas dura dentro da calça. Ele começou a subir as mãos e foi passando lentamente para frente alisando seus peitinhos de estavam com o bico durinho de tesão com aqueles carinhos. A mão foi descendo e começou a alisar a xana de Márcia que já se contorcia de tesão na mão do policial. Ele a virou de frente, pediu para abrir as pernas que ia ter que ver se tinha alguma coisa escondida dentro da boceta. Márcia já estava tão molhada que escorria pelas pernas. O policial começou a colocar o dedo no bucetão e falou para o colega: A vadia esta toda molhada, acho que vamos ter que dar um trato nessa puta. Márcia quando escutou isso foi a loucura e eu com a pica dura que nem rocha só olhava. Nessa hora o policial que estava comigo me olhou e eu falei fiquem a vontade de essa puta gosta muito de pica. Ele já foi abrindo as calças e colocando a vara para fora e abaixando Márcia que caiu de boca na sua pica enquanto o outro não tirava a mão de sua xana numa siririca frenética. Nessa hora Márcia já grita que esta gozando. A sua puta esta gostando, então vai entrar na rola. Um deles sentou no capu e colocou ela para mamar enquanto o outro vinha por traz e brincava com sua pica na bucetona de Márcia. Ela já não aquentava mas e pediu: Soca nessa puta, soca tudo vaiiiiii. Foi quando ele sem pena meteu tudo de uma só vez que Márcia chegou a dar um pulo mas aguentou a cravada firme e voltou a mamar o mastro do outro policial. Começou um vai e vem bem lento e depois ele foi socando cada vez mas forte e ele pedia soca seu puto, crava tudo na vadia pro corna dela ver tudo. Eu do lado vendo a minha puta ser rasgada e rebolar na vara com toda força. Ela apertou as pernas do policial que estava na sua frente e começou a gritar: A caralho vou gozar nessa pica, soca filho da puta, soca pra putinha gozar, aiiiiii caralho estou gozando de novo. Sua puta gosta mesmo de pica, não e seu corno. Sim policial ela gosta muito e vocês podem aproveitar. Um deles deitou no chão e colocou ela para cavalgar. Márcia pulava na pica do policial e gritava que estava sendo toda arrombada. Foi quando o outro ligou a lanterna para ver a puta cavalgar e me chamou. Olá como sua puta e arrombada por uma vara enorme. Eu até então não tinha visto o tamanho da pica do segundo policial. A do primeiro era normal igual a minha de 20 cm, mas a do segundo essa um colosso que devia medir uns 26 cm. Quando vi ela pulando que nem louca e engolindo todo aquele pau fiquei louco de tesão que quase gozei. Márcia pulava feito louca no mastro e gritava muito, aiiiii caralho ta me rasgando, fode essa puta, fode com vontade. O outro policial tira sua arma e descarrega ela toda. Pergunto o que vai fazer e ele me manda ficar calado que o corno já iria ver. Ele começa a enfiar a arma no cú dela e ela vai a loucura com aquilo. AQ vadia cavalgando no mastro e o outro enfiando e tirando o revolver do cú da puta. Depois que esta bem aberto ele começa a passar a cabeça da pica no portinha do cú e minha vadia empina cada vez mas para levar rola na xana e no rabo. Que puta gostosa que eu tenho, penso eu. Nessa hora ele crava de uma só vez no rabo da minha outa que chega a cravar os dedos na areia e grita que esta sendo arrombada no cú, mas não corre da cravada e aguenta firme a rola na xana e no cú. Começa um entra e sai de pica na minha puta que pulo e rebola nas varas como louca e goza novamente. Sua putinha vai gozar de novo, crava os dois juntos que quero tudo dentro para gozar, crava porra. Os dois sem pena meteram tudo e ela urrava de tesão e derramou leite com tudo crava. Quando ela falou crava os dois juntos um deles falou a você quer os dois juntos. Na hora ela estava gozando e não notou o que ele falou. Só que logo que ela acabou de gozar o que estava em baixo pediu para o outro colocar junto com ele na buceta dela. Na hora achei que Márcia não ia aguentar porque um tem 26 cm e o outro tinha 20 cm mas a cabeça da piraca era gigante. Ele começa e tentar enfiar e Márcia grita que estão rasgando sua buceta toda. Eu vou falar e ele, cala a boca seu corno e ve essa vadia ser arregaçada. Márcia faz um sinal para deixar que ela aguenta. Puta gostosa vai ser arrombada fala o policial cravando a segunda pica na sua buceta. Márcia aperta a areia grita: aiiii caralho estou sendo rasgada amor. Ai o policial para um pouco e Márcia fala: Parrou porque essa vadia quer pica na buceta. Ele que estava indo com cuidado perde a linha e crava com toda força na buceta dela. Que grita na hora: caralho filha da puta me arrombou toda, agora soca na puta, soca tudo para eu gozar novamente nessas picas. Márcia me pucha e começa a chupar meu pau com duas picas na buceta num vai e vem frenético. Eu só cinto ela delirando de tesão apertando minha pica com sua mão e rebolando nas duas varas. Ela não aguenta e goza novamente. Filhas da putas, vocês estão acabando com meu leite, vou goz, nem termina e goza novamente. Os policiais ainda não gozaram e para minha surpresa resolvem fazer uma DP nal na minha puta. Que nessa hora tenta fugir e não quer só que como um já estava por baixo e outro por cima ela não consegue. Eles a seguram e mando o corno ficar quieto que a puta vai levar rola dupla no cú. O que esta em baixo crava na rabo de Márcia e o outro começa a enfiar a cabeça que e monstruosa. Ela grita desesperadamente que estão arrancando sua pregas todas. Cala a boca sua vadia que vai levar pica no cú gostoso. Quando eles conseguem colocar veja que escorre uma lacrima no rosto de Márcia, mas como ela gosta de pica começa a rebolar com as duas varas no cú. Vi seu corno como essa puta aquenta duas rolas no rabo e gosta. Márcia pula, rebola, e geme como louca e acaba gozando novamente com dois mastros no cú. Ela pedi para beber o leite deles e eles tiram do seu rabo e botam as duas pica para a vadia saborear. Ela começa a mamar os dois e logo um enche a boca da puta de leite que não deixa cair nada e engole tudinho o outro também começa a gozar e encher a boca de Márcia de porro. Enquanto goza fala para ela não engolir. Quando acaba manda marcia vir em minha direção e fala: beija ela com a boca cheia de porra seu corno. Acabamos nos beijando e provo a porra toda daquele policial. Quando penso que tudo acabou um deles fala que ainda não gozei e pedi para Márcia enfiar o dedo no meu cú e fazer eu gozar. Acabo deixando e gozo como nunca. Que foda foi essa?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *