Dando uma Rapidinha no escritório

Era uma quinta feira, acordei cedo como de costume, muito sonolenta e cansada. Tomei um banho gostoso e demorado, coloquei um vestido e fui trabalhar.
A manhã passou voando, era quase meio dia e estava com fome. Saí para comer um lanche rápido e voltei, queria dar uma cochilada. Antes disso dei uma olhada nas minhas redes sociais e falei rapidamente com um amigo, essas conversas gostosas que te deixa com sorriso no rosto e o pensamento longe. Na despedida falei que iria dormir um pouco e ele brincando disse: “Sonha comigo”, eu disse que sonharia e acabei ficando com isso na cabeça.

Ler maisDando uma Rapidinha no escritório

Transando com o motorista dotado

Eu já estava totalmente bêbado e a noite já estava se transformando em dia. Nada de pegar ninguém para levar pra casa, que tristeza. O jeito era voltar pra casa sozinho. Logo que pedi o serviço mobilidade pelo app, uma coisa me chamou a atenção: o motorista era super gatinho, todo lindo na foto do seu perfil.

O carro negro chegou e joguei minha garrafa de cerveja fora ansioso para ver se ele era tão bonito pessoalmente quanto na foto e não fiquei decepcionado: ele tinha um cabelo negro em estilo militar, rosto lisinho, quase de bebê, um queixo firme e olhos profundos. Eu entrei e não consegui deixar de ficar duro.

O William se apresentou e fez toda aquela listagem processual, perguntando se a temperatura estava boa, a música agradável e se queria água e balas. Depois disso rolou aquela conversa básica que é quase igual a de taxista, ele perguntando como estava a balada e eu dando sinais de que era gay, de que não tinha pegado ninguém e que ia passar a noite sozinho. Ele ria e falava um pouco de suas histórias de motorista e um pouco da sua vida pessoal.

Ler maisTransando com o motorista dotado