Perdendo a virgindade com uma amiga

Essa história é verídica e aconteceu comigo a uns dois meses atrás !

Disk Sexo

Me chamo Jessica,tenho 19 anos, sou ruiva, olhos verdes, 1,70 cm e 70 kg. Faço aula de dança do ventre e devido a isso tenho um corpo violão, seios medianos e uma bunda que chama bastante atenção.

Bem, vamos ao que interessa.

Estou na faculdade, curso Ed. Física e divido um apê perto da facul, com a Luíza. Somos amigas de colégio e foi muito legal quando descobrimos que passamos na mesma faculdade. Rapidinho decidimos morar juntas.

Luiza era linda, uma negra de tirar o fôlego dos homens por onde passava. Na primeira semana de aula ela já tinha conhecido a faculdade toda…era amiga de todo mundo. Tinha até arranjado um peguete, o Dario .

E eu, como era muito tímida, ficava mais na minha.

Um dia ia rolar uma festa no apê do Dario e Lu me chamou pra ir. Eu não quis muito ir no começo mas aquela garota sabia ser persuasiva:

-Vamos Jessica, vai ser legal! Prometo!! Vou te apresentar pra galera, você precisa se enturmar mais .

-Tá bom Lu, vou me arrumar. – Tomei um banho,vesti uma regata , calça jeans e uma rasteirinha. – Pronto, vamos nessa!

Chegamos lá e estava lotado, uma galera bebendo e dançando. Até que estava divertido, tirando a altura do som, que mal dava pra conversar com as pessoas, a gente tinha que gritar pra ser entendido.

-E AÍ JESS, TA CURTINDO?

-ATÉ QUE ESTÁ DIVERTIDO.

Ela sorriu , perguntou se eu queria beber alguma coisa e eu aceitei. Ela voltou com uma dose de tequila e mandamos ver.

Ficamos um tempo conversando e bebendo outras doses, até que Dario chegou acompanhado de uma moça e nos apresentou:

– JESSICA, ESSA É BIA, MINHA IRMÃ! – Uau, como ela era linda. Cabelos ondulados, castanhos, um olhar sedutor e uma boca bem carnuda. Parecia uma modelo. – FALEI DE VOCÊ PRA ELA , ACHO QUE VOCÊS VÃO SE DAR MUITO BEM…

-PRAZER , BIA. SENTE AQUI. – Apontei para um banco que estava perto de mim.- SÓ ASSIM PRA CONSEGUIRMOS CONVERSAR.

Ficamos conversando um tempo, até que Lu se aproximou e disse que estava indo pro nosso apê com Dario. Era óbvio que eles iriam transar.

-JESSICA, QUANDO CHEGAR TOQUE A CAMPAINHA, POR FAVOR. VAI QUE ESTAMOS NA SALA!

Fiz sinal de ok e voltei a conversar com Bia. Tomamos mais umas doses , dançamos e então resolvi voltar pra casa.

Quando cheguei, esqueci completamente de tocar a campainha, estava muito bêbada pra isso! Entrei e graças a Deus eles não estava na sala. Ouvi um barulho vindo do banheiro. O chuveiro estava ligado e a porta entre aberta. Me aproximei e peguei Lu dando de quatro pro Dario.

Estava muito excitante aquela cena , resolvi ficar olhando. Ele comeu ela de quatro, depois pegou ela no colo e a comeu em pé e por fim ela fez um boquete nele, fazendo-o gozar em sua boca.

-Deus, preciso sair daqui! – Pensei em voz alta – Eles vão acabar me vendo.

Fui pro meu quarto e dormi com aquelas cenas na minha cabeça. Eu queria fazer aquilo também, mas acontece que eu nunca tinha transado antes.

Era sábado e estava um dia lindo! Resolvi ligar para a Bia e convida-la para almoçar em casa. Queria perguntar algumas coisas sobre sexo pra ela. Eu sabia que ela curtia muito transar então, seria ótimo pegar uns conselhos.

Quando deu o horário combinado ela chegou, abri a porta e ela estava deslumbrante. Com um vestido leve e bem curtinho. Fiz sinal pra que entrasse e ficasse à vontade .

O almoço já estava pronto então fomos comer para não esfriar.

-Hummmm Jess, que delicia essa comida. Você que fez?

-Sim, euzinha . – sorri e dei uma piscadela- Fiz um curso de gastronomia ano passado. Adoro cozinhar.

-Você deve fisgar muitos homens assim. Sabe cozinhar muito bem e é linda!

-Obrigada, mas infelizmente isso nunca aconteceu.

-Como assim? – Ela engasgou e me olhou com cara de espantada. – Então quer dizer que você nunca..

-Não, nunquinha!

-Meu deu Jess, você não sabe o que ta perdendo. – Ela falou isso dando uma chupada no dedo. Aquilo foi muito excitante. – Como você conseguiu se segurar até agora?

– Ah, sei lá…acho que nunca fiquei muito relaxada. – Estava olhando pra baixo,apertando a barra da minha blusa com os dedos. – Mas foi por isso mesmo que te chamei aqui. Queria uns conselhos.

– Claro! Adoro esse assunto! – Ela riu e me olhou com uma cara de safada. -Por onde começamos?

Ela se aproximou, ficou atrás de mim e tirou minha blusa me deixando com os seios descobertos.

-O que vocês está fazendo Bia? – Eu estava assustava mas ao mesmo tempo muito excitada.

-Ué, estou te mostrando como relaxar. – Ela começou a apertar meus mamilos e a beijar meu pescoço.- Não era isso que você queria aprender?

-Sim…era! – Meu Deus, como eu estava excitada. – Só não achei que seria uma aula prática.

Caímos na risada e de repente ela deu um beijo na minha boca.

-Tenho algo aqui na minha bolsa que você vai gostar! – Ela abriu a bolsa e tirou dois vibradores de dentro. – Vou te ensinar a fazer um boquete.

Pegou um, me deu o outro e mandou que eu chupasse, como um pirulito. Obedeci. Enquanto eu chupava um, ela abriu minha perna e começou a lamber minha buceta. Quase caí de tão tremula que minhas pernas ficaram.

-Não pare de chupar esse cacete Jess, está uma delícia ver você aprendendo tão rápido. Enquanto isso farei você gozar te fodendo com minha língua e com meus dedos. – Ela enfiou um dedo lá no fundo e começou a tirar e colocar.

-Hummmmmmm….que tesão.- O som saiu meio abafado por conta do vibrador que estava na minha boca. – Não pare, por favor!!!

Pra minha alegria , Bia pegou o outro vibrador, deu uma chupada nele e enfiou dentro de mim. E com a língua estimulou meu clitóris.

-Meu deus, o que é isso que estou sentindo, esse calor que está indo direto pra minha buceta? – Eu nunca tinha sentido aquilo. Era torturador. – Deussssss…..está aumentando…

-Isso é um orgasmo. – Disse Bia, lambendo os lábios. – Deixe sair. – Ela aumentou ainda mais as estocadas do vibrador em mim e a intensidade de sua língua no meu clitóris.

-Vou gozar , Bia!

-Isso Jess, goza na minha boca…deixe ela toda melada.

Gozei e Bia bebeu todo aquele meu mel, como se estivesse tomando um bom vinho.

Ela se levantou, me beijou e disse que agora era a vez dela gozar. Mandou que eu fizesse exatamente igual a ela. Obedeci.

Deu uns 10 minutos e agora eu que estava bebendo do seu gozo.Olhei pra ela e disse:

-Agora eu entendo por que todo mundo gosta tanto de sexo.

-Que bom que pude te ajudar a relaxar mais. Agora preciso ir , linda. Tenho que encontrar meus pais.

-Ok. Obrigada mais uma vez. Adorei. Espero que venha me ver mais vezes.

– Pode contar com isso gata.

Ela segurou meu rosto, se aproximou e sussurrou no meu ouvido:

-Adorei de foder. Quero repetir a dose, com certeza.

E foi assim que perdi minha virgindade e depois dessa vez nos encontramos outras vezes e todas elas foram inesquecíveis.

Para essa e outras histórias deliciosas acessem: deusadosexoafrodite.com.br

1 comentário em “Perdendo a virgindade com uma amiga”

Deixe um comentário