Comendo a Minha Cunhada No Trampo

Bom, é a primeira vez que escrevo um conto erotico, mas tinha que compartilhar essa experiência maravilhosa que passei com vocês.

Eu tenho 25 anos, sou casado, tenho 1,90 de altura, moreno claro, cabelo curto e olhos claros.

Moro e trabalho em uma cidade pequena no interior do Rio de Janeiro.

Trabalho em um restaurante onde também trabalham amigos da minha esposa, a minha cunhada, e um de meus melhores amigos que por azar o meu é meu concunhado.

Minha cunhada, também morena, cabelo liso bem grande que chega até o bumbum empinadinho, com peitinhos pequenos porém bem durinhos, rostinho de anjo e uma bunda gostosa enorme.

Eu já observava minha cunhada há algum tempo, vendo seu corpo evoluir e ficar cada vez mais gostosa, sempre indo a academia e ainda usava calças totalmente coladas no seu rabo, eu ficava doido toda vez que dava carona para ela até a academia, mas pensava ser impossivel qualquer coisa entre nós dois, já que ela era minha cunhada e namorada do meu amigo.

mas de qualquer forma alimentava essa fantasia em minha mente.

Mas começou a ficar incontrolável, não conseguia mais disfarçar as olhadas para aquela bunda maravilhosa, era tão perfeita que até conseguia imaginar eu comendo aquele cuzinho que devia ser rosadinho.

Pois bem, vamos ao que interessa, o tempo foi passando e a gente começou a ficar mais próximo um do outro, a gente se abraçava muito, conversávamos muito também, e ela começou a me pedir para dar dicar ao seu namorado sobre como fazer coisas com ela que ele não fazia… ela dizia que ele tinha uma pica enorme de uns 28cm mas não sabia usar.

quando ela começava a me contar meu pau quase explodia dentro da calça pensando nela..mas achava eu que ela nunca tinha percebido.

Certo dia quase todos foram embora no final do expediente no restaurante, e eu sou responsável por fechar e trancar o próprio, porém naquele dia Carol (minha cunhada) pediu para que eu deixasse minha chave com ela pois ela tinha que adiantar serviço para o dia seguinte, deixei a chave mas avisei que voltaria mais tarde para buscar depois que rersolvesse alguns problemas..

quando voltei avisei a ela que estava lá e fui ao banheiro dos funcionários para mijar, o banheiro estava meio sujo como de costume.. mas mal sabia eu que aquele banheiro sujo seria o palco da minha melhor foda.

quando acabei de mijar senti uma presença, e quando olhei pra trás estava Carol olhando minha pica pela greta da porta, levei um susto e fui logo guardando, ela disse para eu não guardar pois ela queria ver a pica que sua irmã dizia que era tão gostosa.

eu meio que não acreditando botei pra fora e ela ja veio acariciando minha rola e me beijando..

não pensei duas vezes, não pensei em ninguem, nem em esposa nem em amigo, fui logo agarrando ela e rasgando a roupa dela como um animal com tesão preso

logo coloquei ela de joelhos e coloquei ela pra mamar minha vara, ela não sabia chupar direito, então ensinei ela como se faziae ela lambia a cabeça depois guardava ela quase toda dentro da boca. engasgou umas 3 vezes mas chupou tudinho.. ficou uns 10 minutos só chupando e eu com vontade de gozar mas me segurei…

então coloquei ela sentada sobre o vaso sanitário fechado na posição de frango assado e então pude ver aquela bucetinha lisinha e aquele cuzinho que realmente era rosadinho como eu imaginava.. desci chupando o peitinho e enfiando a lingua dentro da xaninha dela, ela gemia muito dentro daquele banheiro pequeno…

quando ela ja não estava mais se aguentando de tesão deu uma linguadinha no cúdela e ela se arrepiou todinha.. perguntei o que foi e ela disse que ja tinha pedido ao corno pra comer e ele tinha nojo… então eu disse a ela, hj só vou comer seu cuzinho mas ela ficou com medo pois tinha medo de sentir dor..

coloquei ela em pé e fiz ela ficar curvada.. peguei ela por trás e soquei na xereca dela.. ela gemia tanto e gritava.. ME FODE CUNHADO ME FODE CUNHADO QUE PAU GOSTOSO.. derrepende ela começou a tremer as pernas dobraram e ela caiu no chão gozando e se contorcendo… gozou muito gostoso como ela nunca tinha feito.. mandei ela mamar minha pica pra eu gozar na boca dela.. mas ela me disse que queria que eu comesse o cuzinho rosa dela.. então botei ela ajoelhada encima da privada… peguei um pouco de sabonete liquido que tinha no banheiro passei na minha pica.. dei uma boa lambida no cúzinho dela q estava suadinho de trabalhar o dia inteiro com aquele cheirinho de bundinha suada e coloquei a cabecinha do meu pau na portinha..

ela tremia de medo.. então empurrei a cabecinha naquele cuzinho até então virgem.. a cabeça entrou e ela urrava de dor, perguntei se ela queria que parasse, ela respirou fundo e mandou eu socar de uma só vez.. soquei e ela gritou muito alto SOCA CUNHADO, FODE MEU CÚ PORRA! e assim eu fiz bombem com tanta força naquela bunda maravilhosa que arranquei sangue mas ela queria mais e eu continuei meti tanto naquele cu quentinho que gozei dois litros lá dentro.. quando tirei de dentro do cuzinho dela ela ainda estava tremendo parecia uma cachoeira de porra e saiu um pouco de bosta tbm pois ela não estava preparada pro que acabara de acontecer.. mas nada que não fizesse a gnt tomar um banho gostoso lá mesmo e fuder mais um pouco!! isso aconteceu ontem e ainda não nos vimis.. estou esperando pra ver se ala vai querer me dar de novo

Comentários 1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *