Minha Esposa é nota 10

Casei-me com uma mulher incrivelmente gostosa, do tipo “gostosa de se comer e de ser comido por ela”, no primeiro ano do nosso casamento chegávamos a passar o final de semana inteiro no quarto trepando de todas as formas possíveis, ela adorava me chupar até eu gozar em sua boca e gostava mais ainda quando eu comia seu cuzinho enquanto bolinava seu clitóris, que por sinal era imenso, ficava pelo menos uns três centímetros para fora dos grandes lábios, quando ela ficava excitada, acredito que chegava perto dos 4,5 cm, bastava eu tocá-lo e ela enlouquecia, chegava a tremer, rebolava sobre meu cacete aumentando ainda mais meu prazer. Quando eu chupava o grelo dela, provocava um gozo tão intenso que ela gritava descontroladamente, o sabor do gozo me deixava extasiado. Trepamos de todas as formas possíveis, experimentamos objetos, frutas, legumes, fantasias e até animais, nosso cão estava tão viciado em lambe-la que tínhamos que trancá-lo quando alguma visita chegava em casa, minha mulher só andava nua, bastava ela sentar no sofá que lá vinha o safadinho do cachorro, com o pau para fora, enfiava o focinho entre as pernas dela e a lambia enquanto ela o masturbava com os pés, isso me deixava excitado, presenciei vários gozos de minha mulher com o cão. Confesso que me tornei completamente submisso a ela, aceitava participar de todas as suas fantasias, mas ela parecia insaciável, apesar de termos feito loucuras, nunca nos envolvemos com outras pessoas, até que um dia ela com aquele jeitinho de gata manhosa, disse que gostaria de me assistir com outras mulheres, na hora fiquei mudo, nunca imaginei que ela aceitasse me dividir com outras gatas. Claro que fiquei assanhado, afinal qual é o homem que não tem vontade de trepar com mais de uma mulher ao mesmo tempo? Pensamos como faríamos para convidar alguém, não poderia ser gente estranha, afinal de contas, isso poderia complicar nosso relacionamento. Eu nem imaginava que a sacana da minha mulher já havia planejado tudo, convidou duas amigas da academia para jantar, elas já sabiam de toda a historia da nossa vida sexual, com certeza estavam ansiosas para me conhecer. Quando cheguei em casa do trabalho, tive a maior surpresa, minha mulher estava de robe transparente, usava apenas uma calcinha rendada, estavam todas na sala escutando música, copo de whisky na mão, usavam roupa de ginastica e pelo jeito, parecia que já haviam tomado umas boas doses de bebida. Minha mulher me apresentou e fui cumprimentado com beijos no rosto e olhares desejosos, minha gata piscou para mim dando o sinal de que estavam no papo, pedi licença, troquei de roupa, coloquei apenas um calção sem nada por baixo, assim ficaria mais fácil chamar a atenção das garotas. Voltei para sala e demos inicio a um papo bastante picante sobre sexo, elas elogiavam meu relacionamento com minha esposa, demonstrando uma certa inveja, aproveitei para comentar que éramos um casal de mente sadia e encarávamos o sexo como alimento para o corpo e para a mente, deixei a coisa parecer bastante natural, completei com a célebre frase “Não deixe de fazer o que você sente vontade agora. Amanhã pode ser muito tarde”. Elas suspiraram, isso foi o suficiente para começar a sacanagem. Como eu estava sentado do lado da minha mulher aproveitei para acariciar as coxas dela com muita naturalidade, ela muito experta abriu logo as pernas, notei que as duas enrubesceram, mas não tiraram os olhos, meu pau cresceu rapidamente, elas mordiam os lábios, minha mulher, afastou a calcinha para o lado, deixando a mostra o seu majestoso grelo, inclinei-me, dei uma boa chupada e fui em direção as duas. Elas se quer reagiram, bastou eu descer a alça do tope e elas despiram-se em segundos, enquanto isso minha mulher, masturbava-se, fomos para o nosso quarto, minha mulher sentou-se em uma cadeira, enquanto eu e as duas garotas, fomos para a cama, chupava uma enfiava o dedo na outra, era chupado enquanto a outra rebolava sobre meu rosto, uma delas ficou de quatro, eu a penetrei por trás a outra ficou de frente para ela e de pernas abertas tinha sua buceta lambida, isso foi crucial para mim, uma gata chupando a outra, minha mulher estava gemendo na cadeira assistindo passivamente a tudo, pedi que a gata ficasse deitada de pernas levantadas para que sua amiga tivesse melhor acesso as suas entranhas, quando ela obedeceu eu não resisti, gozei loucamente, as duas também e minha mulher, se contorcia de prazer.

Disk Sexo

Deixe um comentário