Comendo o cuzinho da empregada

Um dia acordei com algo molhado no meu pau, uma sensação incrível, quando consegui abrir os olhos, vi dona Maria grudada sugando meu pau, babando ele todo, quando ela me olhou no olho deu um sorrisinho de canto. Fechei os olhos e curti a chupada, que ia punhetando junto. Não demorou muito e enchi sua boca de leite. Aquele dia começou bem. Fui para a escola feliz da vida. Até contei para meu melhor amigo, que ainda virgem, ficou louco de tesão, passando a manhã tentando me convencer de falar com a empregada para ganhar algo também. Prometi pensar nos assunto.

Disk Sexo


Depois do almoço sozinho com Dona Maria em casa, conversamos coisas normais, ajudei ela em alguns afazeres, sempre admirando aquele par de seios. Quando ela tirava o sutiã eles ficavam mais lindos, caídos e enormes, como toda peituda com mais de 40 anos e com filhos criados.
Fui pro banho, e quase no final gritei pra ela trazer a toalha que eu havia esquecido. Quando de repente ela aprece sem roupa nenhuma na porta do banheiro. Meu olho brilhou e meu pau endureceu na hora. Dona Maria entrou no chuveiro comigo me acariciando o pau. Passei sabonete por todo seu corpo, dando atenção aquelas partes com buracos. Hehehe Ela chegou no meu ouvido e falou baixinho: Se o patrãozinho se comportar e realizar uma fantasia antiga dela, ela me daria o cuzinho… Meu pau ficou mais duro que pedra e concordei na hora. Ela sorriu e me fez sentar no chão do banheiro. Passou condicionador de cabelo na cabeça do meu pau e um pouco na entrada do cuzinho e foi se aganhando, direcionando a ponta do pau para o cu. Com a lubrificada passou a cabeça, e foi sentando até minhas bolas encostarem na xoxota dela. Que sensação… Ela olha pra trás com um sorrisinho e começa a subir e descer. Pergunto se não dói, mas ela resonde… “Ih guri, o pau o meu marido é mais grosso que o teu, com o tempo a gente aprende a aguentar.” Mal sabia ela que eu já sabia como aguentar um pinto no cuzinho (outra história). A véia cansou as pernas e ficou de quatro, pedindo pra meter… “Vem, mete nesse cu”, passei mais condicionador e meti fundo, bombando até quase gozar. Ela percebendo minha respiração disse: Goza nessas tetas… Virou rápido e enchi de porra aqueles peitos lindos. Nos lavamos e ela foi pra casa, com as pernas moles. Mal sabia eu o que me esperava no dia seguinte… teria que realizar seu fetiche…

1 comentário em “Comendo o cuzinho da empregada”

Deixe um comentário