Perdi a minha mulher para outro macho

Muitos amigos do site tem mandado mensagens para perguntar por que estou sumido. Não vou fazer mistérios, vou direto ao assunto: Michelle me abandonou para viver com outro homem. Vou explicar tudo. Antes, deixe que eu apresente as pessoas envolvidas nessa merda de história.


GUSTAVO é meu nome, tenho 30 anos, sou branco, alto (1,85), gordinho, pouco dotado (apenas 13cm), formado em Tecnologia da Informação, sou nerd, e sou corno desde 2006, quando conheci minha primeira namorada Michelle. Desde então, a vadia já me traiu com pelo menos 420 homens diferentes.
MICHELLE tem 29 anos (mas parece ter 20), muito baixinha (só 1,42m), linda de rosto e maravilhosa de corpo (coxão, bunda dura, redonda e empinada, cintura fina, peitos siliconados), malhada de academia, muito safada, extrovertida, adora homens dotados. Trabalha como gerente de uma loja no shopping aqui perto de casa.
RITINHA é minha prima por parte de mãe que acabou de fazer 18 anos. Ela morava no interior de Minas Gerais. Os pais são religiosos fanáticos e conservadores. Eles descobriram que a menina perdeu a virgindade com o professor. Foi um escândalo que quase acabou em morte. A coitada fugiu do escândalo, abandonou os estudos e veio passar uns meses na casa da minha mãe. Ela é ruiva, magra, estatura mediana, bem bonita. Não é tão gostosa quanto a Michelle, mas tem aquele jeitinho de novinha que deixa a gente louco de tesão. No último relato, eu contei como Michelle começou a iniciá-la nas putarias. A menina parece que gostou bastante.
FELIPE é branco, magro, 39 anos, estatura mediana, bonito de rosto e corpo, com um pau de 20 cm. Ele é reitor da faculdade. O safado comeu minha mulher no final de 2017. Foi graças a isso que eu arrumei emprego no setor de T.I da faculdade. Agora ele é meu chefe. Michelle também recebeu uma bolsa de estudos integral para cursar Educação Física. E continuou dando pra ele durante todo o ano.

Pois bem, vamos aos fatos. Depois do último relato, fiquei um tempão sem saber de nenhum chifre. Também não estava procurando mesmo! A rotina da minha mulher foi sempre a mesma: 7h vai pra academia; sai direto pro trabalho no shopping as 9h; sai correndo pra faculdade às 18h; chega em casa às 23h. Às vezes um cabeleireiro, manicure, bronzeamento artificial, drenagem linfática e outras loucuras estéticas. Não percebi nada diferente. É verdade que teve um sábado (em setembro) em que Michelle e Ritinha saíram juntas pra uma festa e só voltaram no dia seguinte, mas as duas juraram por tudo o que é mais sagrado que não aconteceu nenhuma traição. Tudo aparentemente normal.
Quando chegou o feriadão que começou em 12/10 e foi até 15/10, nós estávamos brigados. Tudo porque eu estou me fudendo para economizar dinheiro para trocar de carro e fiquei irritado quando vi Michelle tirar um celular novinho da bolsa que custa mais de 5.000. Achei que ela estava esbanjando dinheiro. Ela me disse que tinha ganhado o celular de presente, mas não quis dizer quem foi. Depois disso, quase não nos falamos.
Na manhã de 12/10, por volta das 9h, Ritinha apareceu aqui em casa. Pouco depois, saíram apressadas, sorridentes e vestidas como 2 prostitutas. Olhei pela janela do apartamento e vi as 2 safadas passando pela portaria do condomínio e entrando em um carro. Foi então que resolvi espiar o facebook dela e o whatsapp também, coisa que eu não fazia a quase de 1 mês. O que vi me preocupou bastante. Desde meados de setembro, a baixinha já vinha perguntando quem queria doar pra ela uma fantasia nova para o halloween. Choveu respostas. Todo mundo queria comprar uma fantasia pra ela. Depois disso, a safada postou algumas fotos no facebook usando fantasias super-eróticas. Pude concluir que ainda tinha mais coisas escondidas, porque alguém comentou: “DUVIDO VC POSTAR A FANTASIA DE SUPERGIRL”. Outro comentou: “GOSTEI MAIS DA ENFERMEIRA”. Mas não tinha nenhuma foto nem da supergirl nem de enfermeira. É claro que Michelle não postou algumas fotos porque… Vocês sabem o motivo. Naquele mesmo dia 12/10, a vadia postou uma foto com fantasia de diabinha, perto de uma piscina com 2 rapazes sarados ao fundo. Eu não sabia onde elas estavam, mas sabia que estava me traindo. Invadi o whatsapp dela pela conexão online e descobri 2 vídeos. Num deles, Michelle gemia feito louca enquanto uma rola enorme maltratava a bucetinha dela. Era a tal fantasia da Supergirl. Noutro vídeo, Michelle aparece numa fantasia de enfermeira, rebolando ao som de um rock pesado na frente de um rapaz alto e muito dotado. No meio da barulheira, dá pra ouvir a voz da Ritinha gritando: “NÃO SEI SE VOCÊ É ENFERMEIRA OU VETERINÁRIA. OLHA SÓ O TAMANHO DESSE CAVALO (risos).” O vídeo acaba antes do sexo começar.
Michelle e Ritinha não voltaram para casa naquele dia. Para ser mais exato, quando já estava anoitecendo, resolvi sair de casa pra comprar algumas cervejas. Quando voltei, percebi que Michelle tinha passado aqui em casa. As portas do guarda-roupa ficaram abertas. A safada passou por aqui e retirou muitas roupas e saiu de novo. Imaginei que ela pretendia passar uns dias fora de casa. Minha mãe me ligou preocupada com a Ritinha, que não atendia o celular. Eu já tinha ligado pra Michelle mais de 10 vezes e ela também não me respondeu. Lá pelas 2h da madrugada, ela postou outra foto no “face”. Estava com minha prima em algum baile funk, acompanhada de um negão super musculoso. Sem exagero nenhum, o negão era muito musculoso e devia ter uns 2 metros de altura. Eu ainda estava acordado, assistindo TV e esperando a vadia chegar em casa. Liguei pro celular dela mais 10 vezes, e a piranha não atendeu.
As vagabundas passaram o feriadão todo fora de casa. Depois do feriadão, eu fui trabalhar e quando voltei, Michelle já tinha passado em casa e retirado outras roupas. É claro que eu fiquei preocupado. Ela não atendeu meu celular, não falou no whatsapp nem no facebook, também não foi estudar na faculdade. Na noite de 16/10, lá pelas 22h, minha prima Ritinha apareceu aqui em casa. Ela trazia um recado da Michelle. Disse que minha mulher tinha resolvido ir morar com o meu chefe (o reitor da faculdade). Felipe estava solteiro e resolveu assumir o relacionamento com ela, mesmo sabendo que a baixinha já tinha feito sexo com dezenas de alunos, professores e auxiliares da faculdade. Parece que o idiota acreditou que Michelle não vai nunca mais foder com outros homens. Ritinha disse que Michelle já estava pensando no assunto desde setembro e que essa putaria do feriadão (e um pouco antes disso) foi uma espécie de “despedida de solteira”. Minha prima falou comigo com tanta sinceridade que me surpreendeu. Ela admitiu que estava presente em quase todas as traições desde setembro até o feriadão, mas não quis me mostrar os vídeos em que ela aparece fodendo. Ela só me mostrou fotos e vídeos da Michelle com amigos jogadores de vôlei e basquete que ela conheceu em 2016: (1) A fantasia da Minie foi o Tirso que deu. Ela experimentou no motel com Tirso e Robson. Ritinha foi junto e ficou impressionada com o tamanho da rola, principalmente do Tirso, mas não deu porque estava menstruada. (2) A fantasia de Arlequina foi no motel com Nilo e Lipe, mas Ritinha não deu porque ainda estava menstruada. (3) A fantasia da supergirl foi na casa do Edson. Ritinha também deu pra ele. (4) A fantasia de Mulher-maravilha foi na casa do meu chefe. Ritinha não foi junto. (5) Michelle (de enfermeira) e Ritinha gozaram na rola do rapaz roludo chamado Raul. (6) A fantasia da diabinha foi na casa do Ciro, com a ajuda do Camilo, Pepê e Adriano (12/10). Elas deram pros 4. Ritinha disse que nunca viu tanta piroca grande em toda a vida. (7) No mesmo dia, ela vestiu a fantasia de anjinha. (8) Na mesma noite, foram ao baile funk com o negão Lúcio. A piroca enorme do negão arregaçou as duas depois do baile. (9) No dia seguinte (13/10), ela vestiu a fantasia de gênia, e as duas passaram o dia dando pro Jorge. (10) A coelhinha ainda agüentou dar pro Pedro, que só tem 19 cm, na tarde daquele dia. (11) Na mesma noite, foram pra casa do Bebeto, mas estavam tão bêbados, que só foderam no dia seguinte. O pauzão dele deixou a bucetinha da Ritinha toda ardida. (12) No dia 14, foram para a casa do Daniel, que deu pra Michelle a fantasia de mulher-gato. Ritinha não agüentou foder com ele, mas bem que tentou. Entrou só a cabecinha na bucetinha inchada. (13) No dia 15, ficaram descansando na casa do meu chefe. Michelle ainda gemeu a noite toda, mas Ritinha não foi convidada a participar, e mesmo que fosse, não agüentava mais.
Tenho vergonha de admitir, mas caí no choro e Ritinha me consolou. Não sei nem explicar como tudo aconteceu, mas acabamos fazendo sexo. Ritinha me surpreendeu fazendo um sexo muito gostoso e experiente pra uma garota de apenas 18 anos. Depois, ela falou com tanta sinceridade que eu fiquei sem graça. Ela me disse que imaginava que eu fosse muito pior de cama porque Michelle vivia reclamando, dizendo que eu era um merda. Ela disse que o professor que tirou a virgindade dela era só um pouco maior que eu, e que eu faço sexo tão bem quanto ele. Mas disse também: “É CLARO QUE NÃO DÁ PRA COMPARAR COM AQUELES HOMENS ENORMES QUE MICHELLE CONHECE. PELO AMOR DE DEUS! EU NÃO SABIA QUE SEXO ERA TÃO BOM!”. Conversamos até quase o amanhecer do dia seguinte. Ritinha perguntou se podia morar comigo por uns tempos e eu deixei. Descobri depois que minha mãe estava querendo expulsá-la de casa por causa do sumiço dela no feriadão. De qualquer modo, a presença da Ritinha aqui em casa me ajudou a superar o abandono da Michelle, mesmo porque a garota faz sexo comigo quase todos os dias, enquanto minha mulher ficava até um mês sem me dar a boceta. Mesmo assim, ainda senti muito a falta da baixinha, principalmente porque o sexo com ela é incomparável. Chorei escondido algumas vezes, mas estou levando a vida. Ritinha está me ajudando muito.

Achei que nada mais fosse acontecer. E se fosse só isso, eu nem iria escrever esse relato. Ia simplesmente sumir sem dar qualquer explicação. Mas essa vida dá muitas reviravoltas. Na manhã do dia 02/11, Michelle ligou para mim e disse que ia passar aqui em casa para pegar as coisas que ainda faltavam. Eu disse que estava tudo bem. Ela apareceu lá pelas 11 horas da manhã, acompanhada de 2 amigos. Eram 2 negões grandes e fortes, chamados Roninho e Lucas. Eu lembrei deles. Já tinha visto um vídeo da dupla comendo Michelle em 2016. A baixinha se surpreendeu com a presença de Ritinha. Ela não imaginava que estávamos morando juntos. Tudo se esclareceu rapidamente. Michelle disse que Felipe (meu chefe) não poderia nem imaginar que ela estava lá acompanhada dos negões, porque ela jurou que não ia mais se encontrar com ninguém com quem já tinha feito sexo antes. Os negões começaram a rir. Roninho comentou: “ATÉ PARECE, NÉ, PEQUENA?” Lucas completou: “É MAIS FÁCIL EU VIRAR VIADO DO QUE ESSA BAIXINHA FICAR FIEL”. Michelle respondeu: “EU BEM QUE TÔ TENTANDO, MAS VOCÊS FICAM ME PROVOCANDO. MANDANDO MENSAGENS NO WHATSAPP. VOCÊS SABEM QUE EU NÃO RESISTO”. Eles foram levando as coisas para a caminhonete. Michelle foi até o quarto com eles para mostrar o que tinham que levar. Ritinha estava conversando com ela e foi junto. Ouvi Michelle dizer: “PÁRA DE SACANAGEM, SAFADO! AGORA NÃO”. Ouvi risos dos homens. Um deles falou (acho que foi o Roninho): “QUE ISSO, PEQUENA? VAI NEGAR FOGO?” Michelle respondeu: “HOJE NÃO. TENHO QUE VOLTAR LOGO PRA CASA. FELIPE NÃO PODE NEM DESCONFIAR, SENÃO VAI DAR MERDA! OLHA SÓ ISSO AQUI, RITINHA. O SAFADO JÁ TÁ DE PAU DURO. SAFADO! GOSTOSO!”. Não ouvi vozes, ficaram calados. Ouvi um ruído que já conheço. Parecia que alguém estava chupando uma rola. Não agüentei de curiosidade e fui até o quarto para ver. Michelle estava tentando abocanhar a rola grossa do Roninho, que é tão larga quanto uma garrafa long neck. Dá até medo de ver. O pau do negão é 3 ou 4 vezes mais grosso que meu pau. Ritinha estava bem perto, admirando. Quando me viu, se afastou. Michelle também parou e mandou que o amigo continuasse o trabalho. Ritinha e eu voltamos para a sala e eles continuaram a juntar as coisas pra levar. Michelle me perguntou se tinha cerveja em casa e eu respondi que sim. Ela agiu como se estivesse em casa. Pegou a cerveja e foi servir aos amigos. Eles terminaram de levar tudo pra caminhonete e sentaram-se no sofá para descansar e beber. Ficamos os 5 conversando enquanto bebíamos cerveja. No sofá maior, Michelle sentou no meio dos 2 negões. Eu e Ritinha sentamos no sofá de 2 lugares. Eu estava super sem jeito, porque não consigo ver Ritinha como minha namorada, nem consigo ver Michelle como minha ex-. Mas todos os outros estavam bem a vontade. Esvaziamos 6 garrafas de cerveja. Michelle pediu que eu fosse na padaria da esquina comprar mais. Eu aleguei preguiça para não ir, mas Ritinha disse que poderia ir, então eu mudei de ideia e fui.
Quando voltei, assim que saí do elevador, já ouvi os gemidos ecoando pelo corredor. A filha da vizinha (deve ter entre 18 e 21 anos) do apartamento em frente ao meu estava parada com a porta aberta, rindo por causa do escândalo que estava ouvindo. Quando me viu, riu para mim e riu também da minha cara. Correu para fechar a porta do apartamento dela. Abri minha porta e encontrei Michelle no sofá, na posição de “frango assado”, recebendo a rola do Roninho. Ela gemia escandalosamente. E não é pra menos. Porra de pau grosso do caralho! No outro sofá, estava Ritinha, de quatro, agüentando a rola de 25cm do Lucas na bucetinha. As duas vadias estavam competindo pra ver quem gemia mais alto. Eu fiquei olhando por um tempo. Michelle gemia e ria da minha cara. Ritinha evitava me olhar a todo instante. Depois, fiquei com vergonha de mim mesmo e fui pro quarto. Não consegui ficar lá por muito tempo e voltei pra sala e comecei a filmar. Michelle me viu e debochou da minha cara: “OLHA SÓ O CORNÃO. VAI FILMAR PRA TOCAR UMA PUNHETA DEPOIS.” Todos olharam pra mim, menos Ritinha. A garota estava agora sentada na rola do Lucas e chupando o pau grosso do Roninho. Michelle mandava: “ISSO, VADIA. SENTA ATÉ O TALO NESSA PIROCA. TEM QUE APRENDER A FUDER COM 2 HOMENS AO MESMO TEMPO”. A baixinha falava tão alto que todos os vizinhos devem ter ouvido. Ela e Lucas davam tapas na bunda da Ritinha, que já estava super vermelha. Ritinha anunciou que ia gozar de novo (não sei quantas vezes já tinha gozado antes). Roninho comentou: “A NOVINHA NÃO É FRACA NÃO. SABE CHUPAR QUE É UMA DELÍCIA”. Michelle falou: “É CLARO! TÁ APRENDENDO COMIGO. OLHA COMO ELA REBOLA NO PAUZÃO DO LUCAS. TAMBÉM FUI EU QUE ENSINEI. VAI, RONINHO, ENFIA ESSE PAUZÃO GROSSO NO CU DELA”. O negão foi executar a tarefa, mas Ritinha não permitiu. Disse que não ia agüentar. Michelle, então, assumiu a posição: “AINDA TÁ APRENDENDO. DEIXA EU MOSTRAR PRA VOCÊ COMO É QUE SE FAZ”. Sentou nos 25 cm do Lucas e fez quase desaparecer tudo dentro dela, rebolou e gemeu, e depois falou: “AGORA VEM, RONINHO, ARROMBA MEU CUZINHO COM ESSA COISA ENORME”. Ele obedeceu e enfiou tudo no cuzinho acostumado da Michelle. Foi até sem muita dificuldade, considerando a grossura do monstro. A baixinha fez um escândalo absurdo. Gritou, gemeu, xingou um monte de palavrões. Acho que até os vizinhos do outro lado da rua ouviram o escândalo. Gozou uma vez, pediu que eles trocassem de posição e repetiu todo o escândalo até gozar de novo. Dessa vez, a rola de 25 cm do Lucas gozou junto com ela, no cuzinho. Durante todo esse tempo, Ritinha permaneceu sentada, só observando. Em momento algum teve coragem de me olhar nos olhos. Quando o Lucas gozou, Ritinha se manifestou: “PERA AÍ. DEIXA UM POUCO PRA MIM TAMBÉM, SENÃO O RONINHO VAI GOZAR E EU VOU FICAR NA VONTADE”. Michelle saiu de cima do Roninho e falou: “VAI, GAROTA, SENTA NESSA ROLA. TÁ VENDO COMO ELA É GULOSA”. Ritinha se defendeu: “GULOSA NÃO. EU NEM DEI PRA ELE AINDA. TAMBÉM QUERO SENTIR ESSA COISA ENORME DENTRO DE MIM” Eles começaram a rir. Roninho trocou a camisinha e pegou a Ritinha no “frango assado”. A coitadinha sofreu naquela rola grossa. O negão metia com violência e falava: “TOMA, NOVINHA! TOMA! É ISSO QUE VOCÊ QUER? CACHORRA!” Lucas estava com o pau na boca da Michelle e comentou: “ESSA NOVINHA TÁ APRENDENDO DIREITINHO. OLHA COMO ELA GOSTA DE ROLA. PARECE ATÉ A BAIXINHA”. Ritinha gozou logo, derramando líquido pela buceta que deixou os negões surpresos. Lucas gritou: “TÁ VENDO COMO A NOVINHA É VADIA? OLHA ISSO AQUI! TÁ TODA MOLHADA. PERAÍ QUE EU QUERO GOZAR NESSA BUCETA TAMBÉM”. Roninho reclamou: “ESPERA, PORRA! AINDA NÃO GOZEI”. Roninho colocou Ritinha deitada de ladinho e mandou rola com mais força e velocidade ainda. Ritinha quase chorou de prazer. Gritou! Urrou! E gozou de novo. Roninho gozou quase junto. Nesse momento, Lucas estava com a rola duríssima de novo, dentro da boca da Michelle. Ele largou a Michelle e foi lá foder a Ritinha. A novinha já estava sem forças. Já tinha gozado 3 ou 4 vezes. Ela ficou deitada de bruços e Lucas se jogou sobre ela. Ritinha estava sem forças até pra gemer. No outro sofá, Michelle estava de 4, recebendo no cu a rola do Roninho, que (por incrível que pareça) não amoleceu depois de gozar. Aos poucos, Ritinha foi recuperando as forças e gemendo cada vez mais alto. O escândalo recomeçou. Cada uma delas parecia querer gritar e xingar mais que a outra. Michelle gozou 2 vezes com o pauzão grosso no cu e Ritinha ainda gozou mais uma vez nos 25 cm do negão.
No fim, Michelle perguntou aos negões qual delas era a melhor. Eles ficaram comentando durante algum tempo e Michelle ganhou por causa do sexo anal. Roninho concluiu: “A NOVINHA É DO CARALHO! VOCÊ ENSINOU QUASE TUDO PRA ELA, SÓ FALTA DAR O CUZINHO.” Michelle comentou: “PODE DEIXAR. DA PRÓXIMA VEZ, VOCÊS VÃO ARROMAR O RABINHO DA NOVINHA. MAS VOU LOGO AVISANDO QUE ELA NUNCA VAI SER MELHOR DO QUE EU”.
Eles foram embora. Ritinha ainda não conseguia me olhar nos olhos. Pediu desculpas, disse que não resistiu quando viu o pauzão do Lucas, mas jurou que vai tentar não repetir o vacilo. Eu disse que ela não era minha esposa, e por isso não precisava se desculpar. Ela respondeu: “MESMO ASSIM, FOI VACILO. VOU TENTAR ME CONTROLAR”. Não acreditei, mas fingi que sim. Ela passou os dias seguintes fazendo comentários a respeito das rolas dos negões, e também ficou lembrando dos outros dotados que a comeram antes. Acho que a novinha não consegue esquecer.
Fiquei assistindo o vídeo durante 5 dias. Me acabei na punheta. Depois, não resisti e fiz a maior merda de todas. Mostrei o vídeo pro meu chefe, só pelo prazer de ver a cara dele de corno. No dia seguinte, Michelle voltou pra casa. Felipe brigou com ela e colocou a safada para fora de casa. A baixinha está puta da vida, nem fala comigo. Está dormindo no outro quarto. Ritinha continua morando e dormindo comigo. Não sei que merda vai dar.

Sexo por Telefone

1 comentário em “Perdi a minha mulher para outro macho”

Deixe um comentário